Sensores de nível condutivos Tipo: KPN-A e KPN-N

By 6 de Fevereiro de 2016CONTROLES DE NÍVEL

Sensores de nível condutivos

Tipo: KPN-A e KPN-N

Introdução

Os sensores de nível condutivos tipos KPN-A e KPN-N, foram desenvolvidos pela DIGIMEC para simplificar as instalações de monitoramento de nível, reunindo em um só bloco o sensoriamento e o comando do nível de reservatórios. Com a eletrônica montada em robustos cabeçotes em Alumínio (KPN-A) ou em Nylon (KPN-N), hermeticamente fechados, e as hastes de sensoriamento em aço inox, são fixados diretamente no topo de reservatórios por meio de um niple de aço inox, rosca 1 1/2 “ BSP.

Aplicações

Função Enchimento: Caixa d’água. Usar três eletrodos sendo um de nível mínimo (EI), um de nível má-ximo (ES) e um de referencia (ER). Ajustar a “JUMP” de operação para a função “enchimento” ENCH. Pino central mais o pino da direita.
Ao energizar o aparelho o relé bomba será energizado, acendendo o led BOMBA e o nível começa a subir. Ao atingir o eletrodo superior (nível máximo) uma temporização (T), definida pelo trimpot de ajuste de tempo é iniciada e uma vez decorrido este tempo a bomba é desligada. O led BOMBA se apaga. Havendo consumo, o nível tende a baixar, descobrindo o eletrodo superior. Continuará baixando até descobrir o eletrodo inferior (nível mínimo), quando então vai acionar novamente o relé, religando a bomba. E assim sucessivamente.

Função Esvaziamento: Poço Artesiano, Esvaziamento de um reservatório. Usar três eletrodos sendo um de nível mínimo (EI), um de nível máximo (ES). Posicionar a”JUMP” de operação para a função “esvaziamento” ESV. Pino central mais o pino da esquerda.
Ao energizar o aparelho o relé da bomba será energizado, acendendo o led BOMBA e o nível começará a baixar. Ao descobrir o eletrodo inferior (EI) (nível mínimo), uma temporização, definida pelo trimpot de ajuste de tempo é iniciada e uma vez decorrido este tempo a bomba é desligada. Só voltará a ligar quando o nível cobrir o eletrodo superior (ES) (nível máximo). E assim sucessivamente.

Controle de nível de caldeira: Para aplicar esta função o “JUMP” de funcionamento tem que estar na posição “enchimento” ENCH. O controle de nível será então como descrito em caixa d’água. Entretanto, para esta aplicação é imprescindível o uso do eletrodo ESEG o qual está interligado com o relé também chamado “segurança”. Este eletrodo tem que estar posicionado atingindo a profundidade máxima do reservatório da caldeira. O líquido em contato com este eletrodo e a referência faz com que o relé fique energizado e sinalizado pelo led “SEG” aceso. Caso faltar água no reservatório este relé será desenergizado, podendo interromper o funcionamento da caldeira.

Funcionamento

O princípio de funcionamento é condutivo e transmitido pelo próprio líquido por meio dos eletrodos nele inseridos, os quais irão atuar no comando de relés que determinam se a ação requerida será enchimento ou esvaziamento. Estas ações são selecionadas por meio de uma simples “JUMP” e a atuação do relé é sinalizada por led indicativo. Relé energizado led aceso. A sensibilidade é ajustável por meio de um trimpot, assim como o tempo de funcionamento da bomba. Este tempo é contado após cessar o comando dado pelos eletrodos.
Para aplicações específicas está disponível um eletrodo e seu respectivo relé, sinalizado por led, (SEG.) e denominado “segurança” (ESEG.). Sua atuação é em relação ao eletrodo de referência (ER) e independe dos demais eletrodos.

Os Eletrodos “SNK”

Estes eletrodos são fornecidos separadamente com comprimentos múltiplos de 50 mm (50, 100, 150, 200… mm) e de acordo com as dimensões do reservatório a monitorar. São fabricados em aço inox 303, diâmetro 6,35 mm e rosca M-5 para fixação em suas entradas respectivas, na base do niple principal. O de maior comprimento será o eletrodo de referência (ER), e o menor o superior (ES). O inferior (EI) deve ser menor que o eletrodo de referência. Se a aplicação for para caldeiras a extremidade do eletrodo segurança (ESEG) deve ficar entre o eletrodo de referência e o inferior.

Diagrama(s) de funcionamento

Sensores-de-nivel-condutivos-KPN-A-diagrama

 

Diagrama(s) de ligação

Sensores-de-nivel-condutivos-KPN-A-ligacao

Dados técnicos

Alimentação (-15% +10%)
24 – 48, 110 – 220, 220 – 380, 220 – 440 Vca (especificar)
Frequência da rede
50 – 60 Hz
Consumo máximo
5 VA (aproximadamente)
Eletrodos “snk”
Removíveis – Aço Inoxidável 303 (não acompanham)
Tensão nos eletrodos “snk”
24 Vcc
Corrente máxima nos eletrodos “snk”
± 1 mA
Ajuste de sensibilidade
Ajustável: 0 a 100 kohm
Relé saída “BOMBA”
5 A 250 Vca máx. carga resistiva – reversível
Relé saída “SEG”
5 A 250 Vca máx. carga resistiva – reversível
Retardo desligamento saída “BOMBA”
Ajustável: 0,3 a 30 segundos
Material dos contatos
AgCdO
Vida útil dos contatos

Mecânica (sem carga): 10.000.000 operações

Elétrica (com carga resistiva): 1.000.000 operações
Temperatura ambiente

De trabalho: 0 a 50°C

De armazenamento: -10 a 60°C
Umidade relativa de trabalho
20 a 90 % sem condensação
Grau de proteção da caixa
IP 65
Grau de proteção nos terminais
IP 20
Capacidade dos terminais

Fio: 2,5 mm² | Cabo: 2,5 mm²

Condutor com terminal: 2,5 mm²
Torque de aperto: 0,5 a 0,6 Nm
Parafuso dos terminais
M3
Rosca do prensa cabo
1/2″ BSP
Tipo de caixa

KPN-A: Cabeçote em Alumínio – tampa rosqueável – Cor Prata

KPN-P: Cabeçote em Nylon – tampa rosqueável – Cor Azul
Fixação
Rosca ao Processo – niple 1 1/2″ BSP

Dimensões (mm)

Sensores-de-nivel-condutivos-KPN-A-dimensoes